© ©m. Pinaud Cauterets.com
A Ponte da Espanha

A Ponte da Espanha

A poucos quilômetros de Lourdes encontra-se a Ponte da Espanha. No coração do Parque Nacional dos Pirineus, deixe-se maravilhar pela fauna e flora emblemáticas e pelas paisagens de tirar o fôlego…

A rota das cachoeiras

Subindo o vale acima de Cauterets, em direção da Ponte da Espanha, você passará perto do gave de Cauterets. Chegando em Raillère, conhecido por suas águas termais, uma parada é altamente recomendada! Contemple a cachoeira do Lutour, suas águas provenientes do lago Estom, no magnífico vale da Frutière. Continuando rumo à Ponte da Espanha, o caminho segue o gave do Marcadau, com mirantes excepcionais com vista para outras cachoeiras como a de Cerisey e de Bousses. Após alguns minutos, você chegará no estacionamento da Ponte da Espanha, término da estrada pelas montanhas.

Título do vídeo em falta
Legenda de vídeo em falta

A Ponte da Espanha

E passeios imperdíveis

Ponto de partida de uma visita revigorante, a Ponte da Espanha dá acesso à natureza intacta e preservada dentro do Parque Nacional dos Pirineus. Ao lado de florestas verdes e densas há torrentes e cachoeiras borbulhantes, lagos cintilantes e picos majestosos que transportam qualquer caminhante.

O lago de Gaube

Localizado na GR10, será preciso entre 1h e 1h15 de caminhada para chegar ao célebre lago de Gaube e suas águas puras. De lá, contemple a sua frente a majestosa cadeia de montanhas do Vignemale, famosa graças a Henry Russell. Para os menos acostumados com o montanhismo, um teleférico permite se aproximar do lago de Gaube. Bastará uns 15 minutos de caminhada num local relativamente plano para chegar a essa joia da natureza. Às margens do lago, a Hôtellerie du lac de Gaube oferece alimentos e bebidas.

A vila de Cauterets

No caminho de volta rumo a Lourdes, você pode parar em Cauterets. A estação termal está cheia de atrativos. Os Bains du Rocher permitem aproveitar plenamente do fim do dia, a menos que prefira passear pela vila e apreciar edifícios da Belle Époque típicos do século XIX. Os mais gourmet poderão degustar o berlingot de Cauterets, uma bala fabricada nas lojas da vila, ou não resistirão a uma torta de mirtilos